Hugol participa de Simpósio Internacional de Excelência Operacional

Hugol participa de Simpósio Internacional de Excelência Operacional

10
Foto: Divulgação Goiás Agora

Para aprimorar os conhecimentos e se inteirar sobre as boas práticas de gestão, gestores Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) participaram do I Simpósio Internacional de Excelência Operacional do Hospital Sírio-Libanês, realizado nos dias 28 e 29 de novembro, em São Paulo.

O objetivo foi apresentar conceitos e experiências de sucesso na aplicação de metodologias como Lean Thinking, Lean Six Sigma e Design Thinking, envolvendo o Hospital Sírio-Libanês e outras instituições de referência na área de saúde, nos âmbitos público e privado.

Dentre os temas abordados estavam: programa do Hospital Sírio-Libanês e aplicação em outras instituições, excelência operacional nas emergências do SUS, ações no contexto da prestação de serviços de saúde no Brasil e gerenciamento de projetos com diferentes abordagens.

Os gestores do hospital e do corporativo da organização social AGIR que participaram do simpósio são os profissionais que estão dedicados ao projeto “Excelência Operacional nas Emergências do SUS”, do Ministério da Saúde, por meio da consultoria do Hospital Sírio-Libanês, um dos hospitais de excelência no Brasil. São eles: Adriano Barbosa, Andréa Prestes, Dagoberto Barbosa, Dante Garcia, Guilherme Rodrigues, Guillermo Sócrates, Janine de Paula, Luiz Carlos Freitas, Luiz Sampaio e Virgínia Pereira.

Saiba mais

O projeto foi iniciado em agosto de 2017 e tem conclusão prevista para dezembro deste ano, com as seguintes etapas: diagnóstico, desenvolvimento do plano de contingência, melhoria dos processos, estabelecimento de protocolos clínicos e aprendizado com as boas práticas. O gerente do projeto “Excelência Operacional nas Emergências do SUS”, Ricardo Bertolucci, responsável pelos seis hospitais envolvidos no projeto, explica que “esse projeto foi uma demanda do Ministério da Saúde junto ao Hospital Sírio-Libanês com o objetivo de reduzir o problema de superlotação nas emergências do SUS. Como o Hugol é um hospital recente, o Ministério entendeu que seria a melhor escolha”.

Além do Hugol, que está representando Goiás e o Centro-Oeste do país, existem outras cinco unidades inseridas na consultoria durante esse semestre, hospitais localizados em São José (SC), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Palmas (TO) e São Paulo (SP). Marco Bravo, consultor de excelência operacional do Sírio-Libanês, conta que “estamos na fase de implantação dos planos de ações e de análise do andamento. Dentre os hospitais do projeto, o HUGOL teve um excelente desenvolvimento e progresso na execução das iniciativas, o que expressa muito bem sua capacidade de gestão e motivação no projeto. Os indicadores estão avançando bastante e a capacidade operacional está definida e controlada”.

Sem comentários

Deixe uma resposta