segunda-feira, 19 novembro, 2018
Autores Posts deJulio César

Julio César

296 POSTS 0 COMENTÁRIOS

27
Imagem: Reprodução GE

Henrique Dourado trocou o Fluminense pelo Flamengo. Além das cores da camisa, o Ceifador encontrará também novos companheiros e, consequentemente, novos concorrentes. O maior deles é Paolo Guerrero, suspenso por uso de doping com a substancia benzoilecgonina, metabólito da cocaína.

O peruano foi suspenso pela Fifa por seis meses e poderá voltar aos gramados em maio. Guerrero tentará reduzir a pena na CAS (Corte Arbitral do Esporte), em julgamento que deverá ocorrer em fevereiro. Enquanto não há definição, o período inicial será fundamental para o novo reforço aproveitar a brecha e se consolidar no comando do ataque do Flamengo.

A verdade é que por mais que Guerrero seja ídolo e tenha boas atuações, a quantidade de bolas na rede tem sido um problema para o Flamengo nas últimas temporadas. Em 2017, o peruano fez 20 gols em 44 jogos, média de 0,45 gol por partida. Os números são inferiores aos de Dourado, artilheiro do Brasil no ano passado, tendo marcado 32 em 59 duelos -média de 0,54.

A temporada de 2017 foi a melhor da carreira de Henrique Dourado. Para se ter uma ideia, ele ganhou o apelido de Ceifador no Palmeiras, em 2014. Naquele ano, ele marcou 18 gols em 39 jogos, o que representa uma média de 0,46 por duelo. Em nenhum outro período ele se aproximou do que viveu com a camisa do Fluminense nos últimos 12 meses.

Coincidentemente, o ano passado também foi o melhor de Guerrero na carreira. Em nenhuma outra temporada ele havia marcado 20 gols -o recorde era 18 no próprio Flamengo, em 2017. A evolução, no entanto, parece não ter sido suficiente para a diretoria do Rubro-negro, que trouxe um concorrente de peso para a camisa 9.

Além de Guerrero, Henrique Dourado também terá a concorrência de uma joia rubro-negra. Lincoln, companheiro de Vinicius Jr na base, tem sido monitorado por gigantes europeus e tem recebido oportunidades com o técnico Paulo César Carpegiani neste início de temporada. Com informações da Folhapress.

18
Imagem: Reprodução

A decisão de acabar com a função de grid girls continua dando o que falar no mundo da Fórmula 1. Depois de Bernie Ecclestone criticar a decisão, foi a vez do tricampeão Niki Lauda se colocar contrário à postura da Liberty, dona da categoria, que disse que a prática vai contra seus valores.

“Essa decisão é contra as mulheres. Os homens tomaram a decisão sobre a cabeça das mulheres. Isso não está fazendo nenhum favor para a Fórmula 1, muito menos para as mulheres”, disse ao jornal austríaco Der Standard.

Atualmente na função de presidente não-executivo da Mercedes, Lauda pediu que a entidade reverta a decisão. “O quão estúpido eles podem ser? São idiotas? Espero que haja uma maneira de reverter essa decisão. Não me importaria em ver rapazes ao lado das garotas no grid. Por que não?”.

“Grid girls sempre pertenceram à Fórmula 1, e elas têm que continuar pertencendo. Mulheres estão intensificando sua presença (em cargos de liderança) e estão fazendo isso muito bem. Isso é caminhar na direção certa”.

Na visão de Lauda, a decisão pode acabar afetando outros esportes, como basquete e futebol americano, que contam com líderes de torcida. “Mas uma coisa não exclui a outra. Não quero prender as mulheres, quero incentivá-las. Se continuarmos nesse caminho, não sobrará líderes de torcida na América”. Com informações da Folhapress.

41
Imagem: Reprodução Internet

Um mês depois da sanção pelo presidente Michel Temer, o Orçamento Geral da União de 2018 terá um ajuste de R$ 16,2 bilhões. Segundo anunciou há pouco o Ministério do Planejamento, as medidas incluem a suspensão e o contingenciamento (bloqueio temporário) de despesas para cumprir a meta de déficit primário de R$ 159 bilhões para este ano e o teto de gastos.

Primeiramente, a equipe econômica contingenciará R$ 8,2 bilhões do Orçamento por causa da manutenção dos reajustes ao funcionalismo federal para este ano e do adiamento, para fevereiro, da aprovação do projeto de lei que elimina a desoneração da folha de pagamento para os setores da economia. Segundo o Planejamento, o bloqueio é necessário para garantir o cumprimento do teto de gastos.

O governo também suspenderá R$ 8 bilhões de gastos que teriam como base as receitas resultantes da privatização da Eletrobras. De acordo com o Planejamento, a suspensão é preventiva. A previsão de receitas está mantida, mas o uso delas estará bloqueado até a aprovação do projeto de lei de desestatização da companhia elétrica.

Diferentemente de um contingenciamento tradicional, em que as despesas são bloqueadas até que a previsão de arrecadação se confirme, os R$ 16,2 bilhões irão para uma reserva dentro do Orçamento. Nesse procedimento, esclareceu o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, as verbas de cada órgão do Poder Executivo serão reduzidas de forma linear, com o mesmo corte percentual para cada órgão. Os demais poderes – Legislativo, Judiciário e Ministério Público – não serão afetados, e as emendas parlamentares não impositivas não sofrerão cortes.

Originalmente, o governo previa arrecadar R$ 12,2 bilhões com o bônus de outorga da privatização, mas existe uma folga de R$ 4,2 bilhões em relação à meta de déficit primário de R$ 159 bilhões, o que reduziu o bloqueio total para R$ 8 bilhões.

O Planejamento aumentou de 2,5% para 3% a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) em 2018. Na semana passada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que a projeção para a variação do PIB em 2018 seria ampliada. A estimativa de inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 4,2% para 3,9%.

Meta

A meta para 2018 é que o Governo Central (Previdência Social, Banco Central e Tesouro Nacional) tenha um déficit primário de R$ 159 bilhões. O déficit primário considera as receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros. A reavaliação do Orçamento considera que o governo encerrará o ano com resultado negativo de R$ 154,805 bilhões. No entanto, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, esclareceu que a estimativa ainda inclui os R$ 12,2 bilhões de receitas com a privatização da Eletrobras.

Em 2017, foram contingenciados R$ 44,9 bilhões. Ao longo do ano, parte foi liberada e cerca de R$ 20 bilhões permaneceram contingenciados.

Com isso, o governo fechou o ano com déficit de R$ 124,4 bilhões, consideravelmente abaixo da meta de R$ 159 bilhões.

A Emenda Constitucional do Teto (EC 95/2016) estabelece um limite anual de gastos e o percentual de realização desse limite ao longo do ano. A EC estabelece a inflação do ano anterior como limite para o crescimento dos gastos da União no ano vigente. Para 2018, o limite do crescimento em relação a 2017 é de 3%.

41
Fonte: Internet

Imagem relacionadaA artista quis fazer a diferença no lançamento da segunda temporada do seu reality show dedicado à dança
Aos 49 anos, Jennifer Lopez exibe ‘pernas matadoras’ em evento. Jennifer Lopez é mesmo como vinho, quanto mais os anos passam, melhor fica. Recentemente, a artista chamou atenção durante um evento que aconteceu na Califórnia, na segunda temporada do seu reality show de dança, ‘World of Dance’.

Com um vestido pérola, Lopez exibiu orgulhosamente as suas pernas ‘matadoras’, sempre realçando o seu lado sensual, como já é de costume.

A cantora é mãe de dois filhos, os gêmeos Emme e Maxiliam, de nove anos, frutos do seu anterior casamento com Mark Anthony. Atualmente JLo está num relacionamento com o jogador de basebol Alex Rodriguez. (Reprodução Internet)

29
Crédito: Reprodução

O ministro Napoleão Nunes Maia, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), intimou nesta quinta-feira (1º) os apresentadores Luciano Huck e Fausto Silva, além das Organizações Globo, a prestar esclarecimentos sobre um programa veiculado na TV no começo de janeiro. Parlamentares do PT entraram com representação no TSE por suposto abuso dos meios de comunicação e de poder econômico praticado pela TV Globo e pelos apresentadores.

Os petistas alegam que Faustão promoveu Huck “como pré-candidato à Presidência da República, em cadeia nacional, durante entrevista em seu programa dominical veiculado no dia 7 de janeiro de 2018 pela emissora de televisão representada, o que comprometeria a isonomia do pleito que se aproxima”.

“Entendo que, para melhor e mais ponderada apreciação da situação processual e material que ora se manifesta, cumpre determinar, o que ora faço, sejam as partes Representadas regularmente intimadas para manifestarem-se no prazo de 5 (cinco) dias, querendo-o, conforme entenderem de seu direito ou da defesa de seus interesses”, escreveu o ministro na decisão.

O PT pede que Huck fique inelegível ou tenha negado seu pedido de registro de candidatura. (Fonte: Reprodução)

25
Imagem: Divulgação Secom

A Prefeitura de Goiânia promove nesta sexta-feira, 2, mais uma edição da frente de serviços. Desta vez, a região Sudoeste da cidade recebe os atendimentos da administração municipal. A partir das 8 horas, atendimentos de diversas secretarias estarão à disposição dos moradores do Madre Germana II.

O prefeito Iris Rezende manteve as frentes de serviços no período chuvoso para que os atendimentos às demandas não fossem interrompidos até a volta dos mutirões. “É um grande momento de convívio com a população, onde poderemos ouvi-los e resolver problemas da comunidade”, destaca.

As ações se concentram até 16 horas, na saída para Aragoiânia – GO-040, no Conjunto Habitacional Madre Germana II, enquanto servidores da Prefeitura percorrem ruas e avenidas da região com trabalhos de infraestrutura, limpeza e conservação.

Operação tapa-buracos, pintura de meio-fios, limpeza e retirada de entulhos, revitalização da sinalização horizontal de trânsito e reformas de prédios públicos fazem parte dos trabalhos da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra) e Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

Já o atendimento à população consistirá na prestação de serviços de saúde, como aferição de pressão arterial, vacinas, medição de glicemia e exames de eletrocardiograma. Está prevista, também, a distribuição de mudas de hortaliças, plantas do Cerrado, orientações sobre plantio, corte de cabelo e atividades lúdicas para crianças.

Fonte: Secom

17
Crédito|: Jota Eurípedes

Escolha de equipe leva em conta “capacidade técnica, competência e representatividade política”, diz vice-governador. Objetivo é “construir uma plataforma que garanta a consolidação de conquistas goianas”. Segundo avalia, “todos terão nos ombros a missão difícil de dar sequência ao trabalho de profissionais do mais alto relevo que auxiliaram o governador Marconi Perillo e que fazem de Goiás um referencial de gestão pública saudável”

“A missão é construir uma plataforma que garanta a consolidação de conquistas goianas”, afirmou nesta quinta-feira (1º/02) o vice-governador Zé Eliton, durante cerimônia de posse de sete novos auxiliares do governo realizada no auditório do Itego em Artes Basileu França, no Setor Universitário. A escolha, segundo ele, leva em conta “competência, capacidade técnica e, naturalmente, representatividade política”. Na sua análise, “todos eles terão nos ombros a missão difícil de dar sequência ao trabalho de profissionais do mais alto relevo que auxiliaram o governador Marconi Perillo e que fazem de Goiás um referencial de gestão pública saudável”, disse.

Segundo Zé Eliton, “todos trazem consigo a motivação e o compromisso inarredável para com o prosseguimento da modernização de um estado que se revela no país como referência em desenvolvimento econômico e social”. Ele observou que equalizar a balança do equilíbrio das contas públicas com a necessidade de investimentos não é fácil, por isso, “o momento é de alegria mas também de muita responsabilidade para todos”.

Zé Eliton saudou os empossados: na Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Hwaskar Fagundes, da HF Engenharia e Empreendimentos Ltda; na Agência Goiana de Habitação (Agehab), Cleomar Dutra Ferreira, da CEF; na Secretaria Extraordinária, Benitez Brandão Calil, da Secretaria de Trânsito de Goiânia; na Celg Telecom, Edivaldo Cardoso de Paula, da Agência Brasil Central; na Agência Brasil Central, João Bosco Bittencourt, da Chefia de Comunicação Setorial do Gabinete Particular do Governador; na Chefia de Comunicação Setorial, Jarbas Rodrigues Júnior, de O Popular; na Superintendência Executiva da Secima, Lucas Pugliesi Tavares, da Agrodefesa.

“Cada um deles representa um segmento da sociedade e representa um sopro novo no governo”, acentuou Zé Eliton. “São pessoas que vêm do setor privado, do setor público de outras esferas, da área de comunicação; jovens que já se despontam nas suas diversas atividades, dentro de um conceito que é muito caro para o governador e para mim, que é gerar oportunidades”, observou.

“Procuramos estabelecer novos nomes para que a política goiana possa se modernizar, avançar”, afirmou Eliton, lembrando, contudo, que é importante preservar experiências como forma de transferência de conhecimento e saber, de garantir a prudência nas diversas decisões governamentais.

Perfil

O vice-governador destacou que Hwaskar Fagundes assume uma área responsável pelas políticas de infraestrutura do estado, de preservação dos recursos ambientais, de planejamento das cidades, enquanto Benitez assume área fundamental, “seja nas políticas de inclusão social, seja nas políticas de qualificação profissional, que criam oportunidades e perspectivas”.

Lembrou que o jornalista Jarbas Rodrigues, com sua experiência e competência terá a responsabilidade de fazer da transparência cada dia mais um marco deste governo. “Hoje, pela liderança do governador, os organismos nacionais já colocam o estado como o mais transparente da república brasileira e nós esperamos avançar nesse sentido, estabelecendo com clareza a comunicação com a sociedade, os desafios e as angústias do governo, mas também as realizações que são muitas e gigantescas”, acentuou.

Eliton referiu-se, também, a Lucas Pugliesi, que auxiliará Hwaskar Fagundes na Secima, e a Edivaldo Cardoso, que assume a Celg Telecom que tem como principal desafio implementar o serviço de banda larga. “Estamos instalando uma rede ótica no estado que vai possibilitar à população usufruir do serviço de banda larga. Essa é uma agenda estratégica para o governo na área de tecnologia e inovação, e caberá a ele dar encaminhamento a esse processo”, disse.

Eliton saudou, ainda, Cleomar Dutra Ferreira, que deixa a Caixa Econômica para compor a equipe de governo. “Ele tem competência destacada, pelo presidente da Caixa Econômica e também pela superintendente Marize, como uma das maiores autoridades do setor de habitação do país, e vem agora unir seus esforços, competência e dedicação aos do estado, para estabelecermos políticas que sejam inovadoras em todos os seus aspectos”, ressaltou.

O vice-governador afirmou que o jornalista João Bosco Bittencourt assume a Agência Brasil Central com a missão de reconfigurar todo o sistema de comunicação do estado de Goiás, incluindo as mídias digitais. “Para que o processo de comunicação do governo possa fazer com que uma emissora estatal possa levar conteúdo de qualidade a todos os lares goianos”, observou.

Zé Eliton também agradeceu a todos os que estavam deixando o governo e que durante um tempo serviram com dignidade ao Estado e ao povo. Destacou a participação do ex-titular da Secima, Vilmar Rocha, “pelo seu trabalho em favor de todos os goianos”. Agradeceu, ainda, a Luis Stival, que, segundo destacou, “fez um belíssimo trabalho à frente da Agehab”; ao deputado Lucas Calil, que comandou a pasta da Juventude E a Mário João, que estava na Secretaria Executiva da Secima.

“Somos um governo que dialoga com todos”

O vice-governador Zé Eliton agradeceu ao governador Marconi Perillo pela sensibilidade em conduzir com ele o momento importante do estado, o da transição, “em que o estado é saudável financeiramente, cumpre suas obrigações, valoriza o servidor, abre sonhos a serem realizados”. Como exemplo, o vice-governador destacou o programa Goiás Sem Fronteiras, que estabelece intercâmbio de jovens de escolas públicas goianas com outros países. “Fico feliz em observar um estado que faz justiça social que estabelece como prioridade ações que modernizaram toda a infraestrutura, são mais de 6 mil quilômetros de malha viária recuperada, duplicações, construção de hospitais, um estado que tem uma agenda forte nessa área”, lembrou. “Mas, é um governo que dialoga com todos”, destacou.

Segundo Zé Eliton, o governador Marconi Perillo parte da convergência para a definição das políticas públicas. “Foi um governador que estabeleceu os fóruns, sejam empresariais, de trabalhadores ou patronais, como instrumento de diálogo e de construção de políticas públicas”. E mais uma vez enfatizou: “Não é com arrogância, com bravata, que se governa um estado; é com a sensibilidade de ouvir a todos”.

De acordo com Zé Eliton, na transição de governos, o governador Marconi Perillo dá mais um exemplo de republicanismo e de compromisso com o Estado. “Ele está construindo comigo uma equipe que terá, nesses nove meses, a missão de continuar com o padrão de qualidade nas ações governamentais, de modernizar naquilo que for preciso e possível, como uma agenda constante de alguém que inova e renova a cada dia”, disse.

O vice-governador reforçou que é essa agenda que o seu governo haverá de buscar. “Para que Goiás continue a se modernizar, a dar oportunidades aos goianos, para propiciar a realização de sonhos, para que as famílias possam ter perspectivas para o hoje e para o amanhã”, acentuou.

Anúncios de auxiliares serão por etapas

Segundo Zé Eliton, o processo de transição “é muito salutar”. Ele está discutindo com o governador Marconi Perillo todas as mudanças. “Estamos buscando alinhar conceitos técnicos com indicações políticas, de modo a garantir toda uma base que garanta a governabilidade, a liderança dentro do legislativo e procurando estabelecer quadros novos”, disse em entrevista, logo após a cerimônia de posse.

“Temos um cronograma que está sendo discutido pelo governador e por mim. Estamos buscando aliar competência com notória especialização, com capacidade reconhecida não só em Goiás, mas, no Brasil; portanto essa equação tem que se tratar com cuidado, é por isso que estamos fazendo a transição em etapas”, explicou.

Quanto à posse do novo secretário de Segurança Pública, Irapuan da Costa Júnior, o vice-governador afirmou que ela deverá ocorrer na próxima semana, possivelmente, na terça-feira. Lembrou que ele é um homem reconhecido nacionalmente pela sua excelência, formado em engenharia, foi governador, senador da República e deputado federal. “Um dos intelectuais brasileiros, e tem um cabedal de conhecimentos que o coloca em situação singular dentre as autoridades da segurança pública”.

Segundo Zé Eliton, “temos uma visão muito mais contundente da área de segurança pública, e isso caberá ao ex-governador Irapuan da Costa Júnior”, afirmou. Quanto ao secretário Ricardo Balestreri, Eliton destacou sua nova missão: conduzir uma pasta ampliada dentro do governo, como secretário-chefe do Gabinete de Assuntos Estratégicos do Governo de Goiás.

 

 

23
Imagem: Reprodução TV Band

A Band decidiu não renovar o contrato de Téo José, principal narrador da emissora paulista. O profissional trabalhava na empresa há 12 anos e acreditava que teria o vínculo renovado, o que não aconteceu. A informação foi divulgada pelo colunista Flavio Ricco, do UOL, e confirmada pelo Esporte ao Minuto.

”Para mim foi uma surpresa, já que em novembro falaram que eu seria mantido, esticaram meu contrato até o fim de janeiro, apesar de ele ter vencido em dezembro. Mas fui avisado ontem (quarta-feira) sobre a decisão. Foram quatro meses muito ruins desde outubro do ano passado, quando começou a negociação, narrador sofre com esse tipo de indefinição. A decisão foi deles (da Band), por mim ficaria na casa pelo menos mais esse ano. Pode ser que tenha pesado o momento econômico que o país vive”, disse Téo à coluna de Ricco.

De acordo com o UOL, a Band não vive um bom momento financeiro e cogita não transmitir a Copa do Mundo Rússia 2018. Se a emissora desistir do Mundial, a Globo poderá liberar os direitos à TV aberta. (Minuto da Notícia)

29
Imagem: Divulgação Internet

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou ontem (29) sobre a resistência generalizada aos antibióticos que são usados para combater bactérias que causam várias infeções. Os mais frequentes microrganismos causadores de doenças são a Escherichia coli, que provoca infeções do trato urinário, e as bactérias Klebsiella pneumoniae, a Staphylococcus aureus e a Streptococcus pneumoniae, que causam a pneumonia, seguidas pela salmonella. A informação é da ONU News.

A OMS lançou no início desta semana o Sistema Mundial de Vigilância da Resistência aos Antimicrobianos, visando “padronizar a coleta de dados dos países para dar uma imagem mais completa dos padrões e tendências” referentes ao assunto.

Segundo a agência da ONU, o sistema não inclui dados sobre a resistência da bactéria que provoca a tuberculose, a Mycobacterium tuberculosis, porque o relatório global sobre a doença já inclui essas atualizações desde 1994.

Um estudo da OMS analisou pacientes com suspeita de infeção sanguínea em diversos países, onde as bactérias resistentes a pelo menos um dos antibióticos variou de zero a 82%. A agência revelou ainda que a resistência à penicilina, usada há décadas para tratar a pneumonia, variou de zero a 5% entre os países que reportaram sua situação. E uma proporção entre 8% a 65% de infectados pela bactéria E. Coli apresentou resistência ao antibiótico ciprofloxacina que trata a infecção.

Brasil e Moçambique

Brasil e Moçambique sãos os únicos países de língua portuguesa incluídos no Sistema Global de Vigilância Antimicrobiana da OMS, que envolve 25 países de alta renda, 20 de renda média e sete de baixa renda. Timor-Leste está ainda por adotar as regras do sistema de vigilância nacional. A OMS disse apoiar os países a criarem esses guias para que haja dados confiáveis e significativos sobre a sua situação. (Reprodução: Agência Brasil)

40
Imagem: Divulgação Secom

A Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) intensificou suas ações de limpeza após forte chuva que caiu no princípio da noite de ontem, 29, na capital. De acordo com levantamentos do órgão, vários locais públicos sofreram pelo menos algum tipo de dano material, exigindo mais trabalho dos servidores. O temporal derrubou sete árvores, causando transtornos aos moradores, e também cerca de 10 praças públicas tiveram estragos e já passam por reparos.

A região Sul foi a mais afetada com a queda de galhos nas ruas e calçadas. O setor Jardim América teve o maior índice de ocorrências. Os moradores das Ruas C-131, Rua 159, Rua C-32 e Rua T-06, na divisa com Setor Bueno, tiveram dificuldades de locomoção com seus veículos, após as quedas de árvores que interditaram as vias. Uma equipe da Comurg que estava de plantão foi acionada para execução dos serviços.

Já na Av. Nerópolis, localizada na Vila Clemente, mais transtornos por conta da chuva: após intenso trabalho, os galhos de uma árvore que caiu foram retirados e a passagem desobstruída. No Jardim da Luz, na Av. Planalto, fundo do Hospital de Doenças Tropicais (HDT), uma árvore de meio porte caiu, impedindo o trânsito local. Outro incidente com galhos aconteceu na Alameda das Mansões, no bairro Capuava. Todas as árvores e galhos já foram retiradas por equipes da Comurg.

Além das árvores caídas, as águas da chuva trouxeram bastante sujeira. O Córrego Cascavel, nos pontos onde transbordou, trouxe acúmulo de lixo, exigindo maior atenção da equipe de limpeza.

Parque Vaca Brava – O temporal que caiu na noite de ontem também contribuiu para o acúmulo de lixo no Parque Vaca Brava de Goiânia, após festa de alunos aprovados em instituições de ensino superior. Foi preciso deslocar 20 servidores da Comurg para auxilar a AMMA na limpeza de toda sujeira acumulada pelos jovens. Garrafas, papéis, papelões, sacolas plásticas, além de galhos e folhas das árvores contribuíram para o aumento do volume de lixo e danos causados pela forte chuva. A operação de limpeza durou todo o período da manha.

Segundo o presidente da Comurg, Denes Pereira, normalmente são utilizados dez sacos de lixo para os serviços de limpeza das vias do parque. “Já nesta operação, todo lixo retirado do parque dava para preencher 80 sacos de 50 litros cada, e isso exigiu um reforço na operação”, afirmou.